O Furacão começou bem a partida e chegou com três finalizações nos primeiros minutos. Terans fez Weverton trabalhar aos 4′ e aos 6′. E Bissoli também parou no goleiro aos 8′.

Mas o Palmeiras conseguiu encaixar a marcação, parou o ataque athleticano e passou a dominar a partida. Santos fez uma grande defesa em chute de Raphael Veiga aos 17′. E aos 21′, o time paulista abriu o placar em uma cabeçada de Luan.

O Athletico voltou a finalizar em um bom chute de Jader, aos 29′. O Palmeiras assustou aos 31′, em um lance anulado por falta de Zé Rafael.

Os últimos minutos foram de Furacão no ataque. Terans chutou com perigo aos 40′. E aos 43′, Bissoli marcou um belo gol, após driblar um adversário dentro da área, mas o árbitro marcou um toque de mão de Terans na origem da jogada.

O Rubro-Negro melhorou no segundo tempo. Aos 16′, Terans tocou para Bissoli, que chutou à esquerda. E aos 20′, saiu o gol de empate do Furacão. Terans tocou para Bissoli, que mandou um balaço de fora da área. A bola fez uma curva e saiu do alcance de Weverton. Tudo igual no Parque!

Mas o Palmeiras aproveitou sua chance seguinte e chegou ao gol que definiu o placar. Deyverson recebeu na área e tocou para Rony bater cruzado.

O Athletico ainda buscou um novo empate nos momentos finais, mas o Palmeiras se fechou na defesa e garantiu a vitória.