O Instituto de Pesos e Medidas do Paraná (Ipem-PR) alerta para diversos cuidados na hora da compra de pescados, muito consumidos neste período que antecede a Páscoa. Os produtos podem ser adquiridos por quilo, previamente embalados ou pesados no momento da compra.

Ao adquirir pescados, seja peixe fresco, bacalhau, frutos do mar ou de água doce em geral, o consumidor precisa estar atento para o peso líquido do produto, que, no caso de pré-embalado, deve estar claro na embalagem.

O peso da embalagem não pode fazer parte do peso do produto. No caso dos congelados, a camada de glaceamento, uma fina camada externa de gelo que serve de proteção, não pode compor o peso do produto. Para os pescados vendidos em feiras livres precisam ser cumpridas essas regras, com pesagem na presença do consumidor, que deve ficar de olho na balança.

O Ipem-PR reforça que as balanças utilizadas no comércio para qualquer atividade econômica devem, obrigatoriamente, ser de modelo aprovado pelo Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro), em conformidade com a Portaria 236/94. As balanças também precisam ser verificadas anualmente, ou após qualquer reparo, pelo órgão delegado do Inmetro no Estado, que no Paraná é o Ipem-PR.

O equipamento tem que estar em local nivelado, com superfície plana, sem calços, e que suporte o peso colocado. Também deve ficar em local iluminado e de livre acesso ao consumidor para que possa verificar o selo de instrumento verificado do Inmetro. O uso de balanças comerciais de modelo não aprovado pelo Inmetro é proibido.

OUVIDORIA – Em caso de dúvida, ou para fazer denúncia, o consumidor deve entrar em contato com a Ouvidoria do Ipem-PR pelo e-mail ouvidoria@ipem.pr.gov.br, ou no telefone 0800 645 0102, ou através do site do IPEM-PR, no link “Ouvidoria”.