A Secretaria Municipal de Meio Ambiente trabalha com três frentes de medidas para conter os alagamentos. A primeira é a educação: conscientizar a todos de que a impermeabilização do solo e o descarte irregular do lixo refletem diretamente no processo de drenagem da cidade. A segunda é a fiscalização, notificação e multas. A terceira é o planejamento, com a criação de parques, áreas permeáveis, e de lagos para a retenção das aguas pluviais.

Na época de chuvas fica evidente a importância dos parques da cidade. Além da integração social, das práticas saudáveis de vida e da valorização da natureza e da preservação ambiental, esses espaços permitem a absorção chuva evitando alagamentos. Em 2014, através do programa Rio Parque de conservação, foram criados três novos parques localizados na região sul da cidade. Juntos, o Parque Guairacá, Parque Mané Garrincha e Bosque dos Mundiais somam 149 mil metros quadrados.

“Os parques atuam como reservatórios de água, que contribuem para reduzir o risco de alagamentos. Numa cidade com cada vez mais construções – que aumentam a área impermeável –, esse sistema precisa ser ampliado”, explica o secretário municipal do Meio Ambiente, Renato Lima.

Mesmo com a forte chuva que caiu em Curitiba nesta segunda-feira (22), com registro de 60 milímetro pelos pluviômetros da Prefeitura, não houve desabrigados. As obras e os parques ajudam a minimizar os danos.

O projeto Rio Parque de Conservação está na quarta etapa de obras. Ele envolve a implantação de áreas de preservação e de lazer ao longo do Rio Barigui e a realocação de famílias que viviam em áreas de risco às margens do rio. Paralelamente, a Prefeitura trabalha em obras de drenagem e prevenção de cheias, que incluem o perfilamento do Barigui. O perfilamento consiste no alargamento da calha, rebaixamento do fundo do rio e recomposição das margens e taludes, de forma a ampliar a capacidade de vazão da água das chuvas, contribuindo para evitar situações de alagamentos que, no passado, eram parte da rotina de muitas famílias.

Educação

Nos últimos dois anos, foram realizados mais de 190 apresentações de peças de teatros para estudantes da rede municipal de ensino das escola localizadas na bacia do Rio Barigui. Os alunos através da apresentação apreendem de maneira lúdica a importância da preservação do meio ambiente e os impactos das ações do homem. São abordados temas como consumo consciente, descarte correto, reciclagem e reutilização, aumento da temperatura, importância da arborização urbana, além da guarda responsável dos animais.