Em busca do gol desde o apito inicial, o Furacão teve uma boa chance logo aos 5′. Davi acertou um ótimo passe para Pablo, que tocou cruzado buscando Terans, que não conseguiu desviar para a rede.

O primeiro gol, porém, só sairia aos 33′. Davi recebeu pela direita, passou por Jhonny Lucas e mandou para área. O goleiro do Londrina não conseguiu cortar e a bola foi direto para rede!

O Athletico era melhor em campo, e ainda na primeira etapa teve mais duas oportunidades. Por duas vezes, Pablo cabeceou com perigo. Na segunda, a bola tinha endereço certo, mas o goleiro Matheus Albino salvou.

No segundo tempo, em dois ataques rubro-negros, a bola parou na mão de zagueiros do Londrina. Primeiro, em chute de Jader. Logo depois, em cruzamento de Dani Bolt. Nas duas vezes, a arbitragem mandou o jogo seguir.

O segundo gol do Furacão finalmente saiu aos 38′. Pela direita, Davi acertou um cruzamento perfeito para Terans, que encobriu Matheus Albino com um toque preciso de cabeça.

Era o placar que o Athletico precisava para garantir a classificação. Mas já no minuto seguinte, o Londrina conseguiu marcar. João Paulo bateu escanteio, Augusto apareceu no meio da área e tocou de cabeça.

O placar de 2 a 1 no tempo normal levou a decisão para os pênaltis. E mais uma vez, o Rubro-Negro levou a melhor nas cobranças.

As quatro cobranças athleticanas foram perfeitas, com Pablo, Bissoli, Terans e Rômulo. Luan parou em Santos e Salatiel bateu para fora. Vitória rubro-negra por 4 a 2!