Devido ao forte aumento de custos no mercado de atacado (grandes quantidades), a partir deste sábado (19/3) o preço único do quilo das frutas e verduras nos Sacolões da Família passa de R$ 2,89 para R$ 3,69 – valor que representa menos da metade (53% menor) do preço médio aplicado nos mercados convencionais para hortifrútis.

O novo valor é necessário para repor parte das perdas dos permissionários decorrente de altas nos preços de hortifrútis de até 325% – registrada, por exemplo para a caixa de 20 kg da cenoura, que passou de R$ 40,00 para R$ 170,00 desde dezembro. O tomate subiu 150%; e o repolho, 100%. (Veja mais abaixo.)

Essa forte alta decorre do aumento dos custos de insumos e do combustível para transporte, em parte causadas pela invasão da Ucrânia pela Rússia (fornecedora de insumos agrícolas).

O valor aplicado nos Sacolões continua significativamente mais baixo do que o aplicado pelos supermercados convencionais da capital.

O preço médio dos hortifrútis estava em R$ 7,91 o quilo, segundo levantamento do Clique Economia na última quarta-feira (16/3). O valor é 114,45% maior – mais do que o dobro, portanto – do que o novo preço único dos sacolões da Prefeitura.

O reajuste busca manter a operação dos Sacolões, garantindo a qualidade dos produtos comercializados.

Esforço do município

O secretário Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional (SMSAN), Luiz Gusi, explica que a Prefeitura e permissionários fizeram um grande esforço conjunto para manter o valor único e também um preço abaixo do mercado, sem abrir mão da qualidade dos produtos.

“Se compararmos com os valores praticados nos supermercados, continuamos com valores bem abaixo e os fregueses sabem que vão encontrar frutas e verduras fresquinhas nas gôndolas”, reforça Gusi.

Para chegar ao novo valor, a Unidade de Estatística e Análise Econômica da SMSAN pesquisou em vários estabelecimentos da capital.

Mesmo com o reajuste, permissionários dos Sacolões da Família estão liberados para trabalhar com preços abaixo do valor único. Promoções são comuns nas 11 unidades do programa municipal, que é aberto a todos que queiram comprar nas unidades.

Poder de negociação

Gusi lembra que os aumentos constantes nos preços dos hortifrútis no atacado vêm reduzindo o poder de negociação dos permissionários dos Sacolões da Família junto a fornecedores. Um exemplo é o preço da cenoura. Em dezembro do ano passado, a caixa com 20 quilos custava R$ 40,00 e agora em março sai por R$ 170 –  um aumento de 325% em comparação há 3 meses.

“Esses reajustes no atacado estavam dificultando que os permissionários negociassem produtos de qualidade, que são um grande diferencial das unidades do programa”, observa Gusi.

Gusi lembra ainda que os Sacolões da Família trabalham como reguladores de preços do mercado, sempre praticando valores mais acessíveis que os do comércio local.

“Este papel regulador do programa faz com que todo o varejo acabe tendo que rever margens de lucro e valores dos hortifrutigranjeiros. Assim, quem sai ganhando é a população”, acrescenta Gusi.

Confira os endereços dos Sacolões da Família.

Programa

Os Sacolões da Família oferecem frutas e hortaliças de boa qualidade, a preço único por quilo, no mínimo 30% mais barato que no varejo tradicional. São 11 unidades em locais que suprem, com frutas, legumes e verduras, regiões com pouco comércio, os chamados “vazios urbanos”.

O programa mantém uma “pauta mínima de alimentos”, ou seja, uma lista para garantir o fornecimento uniforme de alimentos durante todo o ano. No outono-inverno, a pauta mínima é formada por 23 produtos e, na primavera-verão, 30.

 

Comparativo de preços no atacado nos últimos três meses 

Dezembro de 2021  Março de 2022     Variação

Tomate (cx com 20kg)          R$ 80,00                R$ 200,00               150 %

Cenoura (cx com 20 kg)       R$ 40,00                R$ 170,00                325 %

Batata (saco 25 kg)              R$ 55,00                R$ 110,00                100 %

Cebola (saco 18 kg)             R$ 35,00                R$ 60,00                  71,43%

Abobrinha (cx com 20 kg)    R$ 30,00                R$ 80,00               166,67%

Repolho (unidade)               R$ 2,00                  R$ 4,00                        100%

 

Comparativo de preços médios de alguns hortifrútis nos supermercados e Sacolões da Família 

Supermercados    Sacolão da Família     Variação

Tomate (kg)                                 R$ 10,16                     R$ 3,69      – 175,21 %

Cenoura (kg)                               R$ 10,76                     R$ 3,69        – 191,64 %

Batata (kg)                                  R$ 5,59                       R$ 3,69        – 51,38 %

Cebola (kg)                                 R$ 4,83                       R$ 3,69        – 31,00 %

Abobrinha (kg)                            R$ 7,06                       R$ 3,69       – 91,43 %

Repolho (unid.)                           R$ 6,24                       R$ 3,69     69,02 –  %