19.4 C
Curitiba
sábado, 18 maio 2024

Ônibus movido a gás natural começa a ser testado em Curitiba na segunda-feira

Curitiba vai começar a testar um ônibus 100% movido a gás natural a partir de segunda-feira (17/4). O veículo vai rodar na linha Cabral/Portão em período de testes por 30 dias.

Nesta quinta-feira (13/4), o prefeito Rafael Greca, o presidente da Compagas (Companhia Paranaense de Gás), Rafael Lamastra Júnior, e o presidente da Urbs, Ogeny Pedro Maia Neto, apresentaram o ônibus que será testado no transporte coletivo da capital. O ônibus estava estacionado na Rua Papa João XXIII, atrás do prédio da Prefeitura de Curitiba, no Centro Cívico.

A linha Cabral/Portão transporta 10 mil pessoas por dia útil, com uma frota de 12 veículos que percorrem 26 quilômetros de itinerário. O ônibus a gás se somará a essa frota e vai funcionar entre os horários dos ônibus convencionais da linha.

O prefeito explicou que este é mais um passo que a cidade dá na busca por uma mobilidade mais inteligente e menos poluidora.

“Nós estamos procurando soluções para tornar o nosso transporte público cada vez melhor e menos poluente. Esse ônibus será operado com o mesmo gás que nos fornece a Compagas”, disse Greca.

“A ideia é, com esses ônibus a gás, conquistar a eficiência energética, transporte inteligente e seguro com combustíveis renováveis até chegarmos à completa renovação da nossa frota com eletrificação. Essa solução é mais imediata, é feita em casa, usa o gás da Compagas. Nós vamos com isso avançando, dando um passo de cada vez até que consigamos o que é o ideal, que é uma cidade inteligente e não poluidora. Viva Curitiba”, definiu o prefeito.

Menos emissão de gases

A iniciativa do ônibus movido a gás se junta aos testes de ônibus elétricos que começaram no ano passado e fazem parte do Programa de Mobilidade Urbana Sustentável de Curitiba para reduzir a emissão de gases do efeito estufa. Os projetos do Inter 2 e do Ligeirão Leste-Oeste estão dentro da busca por uma mobilidade menos poluente.

O ônibus movido 100% a gás, da fabricante Scania, já vinha sendo testado desde o dia 3 de março na Região Metropolitana de Curitiba. 

“Escolhemos uma linha com grande movimento para esse teste que permitirá que a Urbs verifique indicadores de eficiência do modelo movido a gás natural e também a redução de poluentes”, diz Ogeny Pedro Maia Neto, presidente da Urbs.

Menos poluente

Segundo a Compagas, o gás natural, mesmo sendo de origem fóssil, é menos poluente que os combustíveis líquidos em razão de sua queima mais limpa, com menos fuligem e menor geração de dióxido de carbono (CO2), um dos principais gases de efeito estufa (GEE).

Em comparação com o diesel, o veículo movido a gás natural pode emitir até 20% menos CO2, já a redução de óxidos de nitrogênio (NOx) é de quase 90% e a de material particulado (partículas muito finas de sólidos ou líquidos poluentes) chega a 85%.

De acordo com o presidente da Compagas, Rafael Lamastra Júnior, o uso do GNV em veículos do transporte coletivo e de cargas é uma realidade em diversas cidades do mundo, como Madri (Espanha), Los Angeles (Estados Unidos) e Bogotá (Colômbia). 

“A substituição de veículos movidos a diesel por gás natural contribui não apenas com o meio ambiente e com a saúde da população, mas também com a economia, visto a menor dependência do diesel importado, proporcionando um melhor custo operacional para frotas e empresas”, explicou Lamastra.

Como é o ônibus

O modelo fabricado pela Scania é o padron K 280, com 14 metros de comprimento e capacidade para 86 passageiros. O ônibus é equipado com elevador para acessibilidade e espaço interno para cadeirantes. 

O motorista Juarez Junior Silva Gonçalves, da empresa Auto Viação Redentor, que levou o ônibus até a Prefeitura, está empolgado para começar a operar o veículo transportando passageiros a partir de segunda-feira (17/4).

“O ônibus é muito silencioso e mais confortável tanto para nós motoristas quanto para os passageiros. Estou animado em começar a trabalhar com os passageiros. Isso é algo novo, o transporte precisa evoluir para poluir menos”, afirmou Juarez.

Também acompanharam a apresentação do ônibus 100% movido a gás, o presidente da Câmara Municipal, vereador Marcelo Fachinello, a secretária municipal da Comunicação Social, Cinthia Genguini, representantes da Scania, de empresas do transporte coletivo de Curitiba e do Sindicato das Empresas de Ônibus de Curitiba (Setransp).

Relacionados

EDIÇÃO IMPRESSA Nº 117 | ABRIL/2024

spot_img

ÚLTIMAS NOTÍCIAS