Sem mostrar o mesmo desempenho de jogos passados como visitante – em especial no segundo tempo – o Paraná Clube foi derrotado pelo Guarani, no Brinco de Ouro, em Campinas. O Tricolor segue numa posição intermediária na tabela de classificação e na próxima rodada volta a enfrentar um clube paulista: a Ponte Preta, quarta-feira (25), na Vila Capanema.

“Temos que vencer de qualquer jeito esse próximo jogo. O time não esteve bem no segundo tempo e isso explica a derrota”, disse o técnico Matheus Costa. O resultado acabou com a série de seis jogos de invencibilidade do Tricolor neste Campeonato Brasileiro da Série B. “Não soubemos nos impor. É momento de buscarmos soluções no grupo para que a gente volte a vencer em casa”, completou o treinador.

No início, o Paraná esteve bem. Controlando as ações, chegou por duas vezes com chutes de fora da área de Jenison e Bruno Rodrigues. Aos poucos, porém, o Guarani equilibrou o jogo. Com muitas faltas, o árbitro passou a distribuir cartões amarelos. Foram cinco só no primeiro tempo. Na etapa final, o Bugre foi logo marcando, aos 2 minutos, com Davó. Mas, o assistente Marcyano da Silva Vicente anotou impedimento.

Matheus Costa procurou aumentar a movimentação do time com Fernando Neto e Pimentinha. Mas, foi o Guarani quem marcou. Na jogada de Arthur Rezende, pela direita, o cruzamento veio para Michel Douglas, que antecipou a marcação e mandou para a rede: 1×0. O Paraná tentou reagir e chegou num cabeceio de Leandro Almeida, defendido por Kléver, e num chute cruzado de Fernando Neto, mas que ninguém desviou para a rede. Pouco para que o Tricolor ao menos empatasse o jogo.