Nova Delegacia Cidadã de Paranaguá, prédio conta com toda estrutura adequada para atendimento ao público, com sala de plantão, investigação, cartório e demais departamentos administrativos. Os investimentos ultrapassam R$ 5 milhões. Paranaguá, 24/01/2020 - Foto: Geraldo Bubniak/AEN

A Polícia Civil do Paraná orienta à população para que só vá a uma delegacia em casos urgentes. A partir de quinta-feira (19) entram em vigor medidas visando conter a transmissão do novo coronavírus, de modo que a epidemia não cause grandes impactos à sociedade, que necessita dos serviços de polícia judiciária.
O atendimento presencial em delegacias da Polícia Civil será restrito e limitado, a fim de evitar aglomeração de pessoas. Somente serão realizados atendimentos presenciais para confecção de

Boletim de Ocorrência em casos graves e urgentes:
– homicídio, feminicídio e latrocínios;
– violência doméstica e contra crianças e adolescentes;
– estupro, sequestro e cárcere privado;
– roubos de veículos e cargas.
– Também serão lavrados autos prisão em flagrante, bem como atendidos casos em que possa ocorrer o perecimento da prova, demandando imediata intervenção policial.

SERVIÇOS ONLINE – Os registros de Boletins de Ocorrência (BO) referentes a casos de furtos, desaparecimento de pessoa, perda ou extravio de documentos e objetos deverão ser realizados pela internet, através do portal da PCPR  (http://www.policiacivil.pr.gov.br/Servicos). Entretanto, o registro presencial poderá ser feito caso seja verificado que o cidadão não possua condições de realizar o registro de forma remota.

CARTEIRA DE IDENTIDADE – O Instituto de Identificação irá suspender o atendimento para emissão e entrega de Carteiras de Identidade a partir do dia 24 de março, podendo ser prorrogado conforme a necessidade.

ATIVIDADES ACADÊMICAS – As atividades acadêmicas presenciais na Escola Superior de Polícia Civil ficam suspensas até segunda ordem.

VISITA A DETENTOS – Visando a proteção de detentos, seus familiares e servidores de unidades carcerárias administradas pela Polícia Civil, as visitas ficarão suspensas por tempo indeterminado, à exceção para visita de advogados.