Foi por pouco, mas o Paraná Clube não conseguiu segurar o vice-líder Sport. Na Ilha do Retiro, o Tricolor adotou uma estratégia de forte marcação, com três zagueiros, para tentar conter o ímpeto forte ataque pernambucano. Mesmo tendo saído na frente, o time de Matheus Costa permitiu a virada e com a derrota por 2×1 segue a três pontos do G4 e terá que “secar” seus concorrentes na sequência desta rodada.

O Sport pressionou desde o início. Logo aos 4 minutos, num cabeceio de Hernane, Thiago Rodrigues fez uma grande defesa. O capitão paranista ainda salvou o Paraná aos 30 minutos. Numa cobrança de escanteio, Hyuri cabeceou e Thiago mostrou reflexo e elasticidade para tirar sobre a risca. O Tricolor, tímido, não conseguiu conectar nenhum contragolpe e quando Jenison tentou, foi flagrado em impedimento.

No final, o goleiro paranista contou com a sorte, quando Leandrinho acertou a trave esquerda. Logo no início do segundo tempo, Thiago Rodrigues fez mais uma grande defesa em arremate de Leandrinho. Aos poucos, o Sport foi perdendo o controle e passou a arriscar em chutes de fora da área. Matheus Costa alterou o posicionamento do time com as entradas de Léo Príncipe e Matheus Anjos. Aos 28, o Tricolor abriu o placar. Matheus Anjos cobrou escanteio e o estreante Fabrício marcou de cabeça: 1×0.

Só que então, entrou em cena a dupla de artilheiros da Série B. Aos 35 minutos, após bate-rebate – onde o Paraná reclamou de toque na mão de Hernane – o atacante ficou livre e, de fora da área, acertou o ângulo esquerdo, empatando o jogo. O Paraná teve, ainda, duas chances para ficar na frente. Numa saída errada do Sport, a bola sobrou para Alesson, mas o goleiro Luan Polli defendeu. Logo depois, Luiz Otávio arrancou pela direita e cruzou com perigo, mas a zaga cortou.

No lance seguinte, o castigo. Hernane abriu espaço e, de fora da área, bateu. Thiago Rodrigues fez a defesa, mas no rebote Guilherme apareceu livre para conferir: 2×1. O Paraná, agora, volta a jogar em casa diante do Londrina, na próxima segunda-feira (28). “Sabemos que está tudo muito apertado. Mas, estamos na briga ainda. É vencer em casa e ver como fica a classificação”, concluiu o técnico Matheus Costa.