23.8 C
Curitiba
sexta-feira, 12 abril 2024

Veja o novo lote de estações-tubo de Curitiba que serão desativadas para obras

Urbanização de Curitiba (Urbs) deu início, nesta semana, ao projeto de revitalização de 120 estações-tubo da capital. A reforma, dividida em lotes, prevê que a cada semana um grupo de estações entre em obras. Nesta sexta-feira (15/9), na próxima segunda-feira (18/9) e na terça-feira (19/9) o trabalho começa em mais sete locais.

De 15 a 21 de setembro, as obras ocorrem no Terminal Sítio Cercado sentido Bairro Novo. De 18 a 23 de setembro, nos tubos Alto Boqueirão sentido Sítio Cercado, Pça 29 de Março sentido Bairro Alto, Quartel sentido Boqueirão, Xapinhal sentido Sítio Cercado, Joaquim Nabuco sentido Terminal Capão Raso. E de 19 a 26 de setembro, na estação PUC sentido Fazenda Rio Grande.

O projeto, com investimento de R$ 6,4 milhões, prevê a reforma dos pisos e a adequação das portas destinadas a pessoas com deficiência. “O objetivo é dar mais conforto, segurança e acessibilidade aos passageiros do sistema de transporte de Curitiba”, diz Ogeny Pedro Maia Neto, presidente da Urbs.

Com o projeto de revitalização de 120 estações-tubo, sobe para 205 o número de pontos reformados desde 2022, o que representa 60% das 338 estações-tubo da cidade. No ano passado, já haviam sido revitalizadas 85 estações-tubo, além da reforma do Terminal Cabral, com R$ 6,5 milhões em investimentos.

Como vai ser feito

Segundo previsão da Urbs, se o tempo ajudar, a reforma destas 120 estações-tubo deve ser concluída em janeiro de 2024. As estações-tubo ficarão desativadas parcialmente ou integralmente. Os usuários são avisados por informações em cartazes e Painéis de Mensagens Variáveis (PMV) nas estações-tubo.

Cada revitalização deve durar de quatro a seis dias, em média. Mas alguns pontos poderão ficar desativados de dez a 22 dias, como é o caso da Estação Central (sentido Terminal Capão Raso), com obras previstas para dezembro.

Melhorias

As reformas complementam as melhorias que vêm sendo implantadas no transporte coletivo nos últimos anos. O trabalho inclui a inauguração do Terminal Tatuquara e a implantação do novo Ligeirão Fagundes Varela/Pinheirinho, que estabeleceu uma ligação inédita entre o Norte e o Sul da cidade pela Linha Verde, a colocação de paineis fotovoltaicos em terminais, a programação de aquisição de 70 ônibus elétricos até junho de 2024, e ainda a extensão do Ligeirão Santa Cândida/Pça do Japão até o Pinheirinho, em fase final de obras.

Relacionados

EDIÇÃO IMPRESSA Nº 116 | MARÇO/2024

spot_img

ÚLTIMAS NOTÍCIAS