19.4 C
Curitiba
terça-feira, 23 abril 2024

Abrigos da Prefeitura de Curitiba têm noite com recorde de acolhimento de pessoas em situação de rua

Os abrigos mantidos pela Prefeitura de Curitiba registraram recorde no número de acolhimentos de pessoas em situação de rua na noite dessa quarta-feira (9/8). Foram 1.463 pessoas atendidas nas unidades mantidas pelo município para proteger este público do frio e da chuva. O maior número de acolhimentos tinha ocorrido no dia 13 de junho, quando 1.425 pessoas dormiram nas unidades.

Para a presidente da Fundação de Ação Social (FAS), Maria Alice Erthal, a chuva intensa registrada em Curitiba nos últimos dias, aliada ao frio, motivou as pessoas a procurar os abrigos ou aceitar a oferta de acolhimento feita pelas equipes que circulam por toda a cidade em busca de desabrigados.

Devido à continuidade da chuva na capital, a FAS – responsável pelo atendimento à população em situação de rua no município – vai ampliar os serviços de abordagem social e acolhimento desse público a partir da noite desta quinta-feira (10/8).

O trabalho segue até a madrugada de segunda (14/8) e faz parte da Operação Inverno, que ocorre quando há previsão de temperaturas abaixo de 8ºC e agora também leva em consideração os riscos à saúde devido à chuva.

Abordagem

Das 1.425 pessoas acolhidas durante a noite, quase 600 foram atendidas em casas de passagem, onde podem chegar espontaneamente ou serem levadas pelas equipes. As demais já são usuárias de hotéis sociais, unidades de acolhimento institucional e república do município.

Durante toda a noite, as equipes de educadores sociais realizaram 104 abordagens sociais, a partir de solicitações que chegaram à Central 156 ou em roteiros de busca ativa. Mesmo com o frio e chuva, 21 pessoas recusaram atendimento e preferiram ficar nas ruas.

Ação intensificada

A partir da noite desta quinta-feira até a madrugada de domingo, a FAS terá 16 equipes nas dez regionais da cidade para abordar e ofertar atendimento a pessoas que estiverem desprotegidas nas ruas. Sete delas pertencem à Central de Encaminhamento Social (CES), que trabalha 24 horas por dia.

Atualmente, a FAS disponibiliza 1.561 vagas distribuídas em 30 unidades oficiais e parceiras para o acolhimento das pessoas em situação de rua, número que pode ser ampliado de acordo om a demanda, segundo a diretora de Atenção à População em Situação de Rua da FAS, Grace Puchetti.

Durante o dia, a abordagem à população de rua é realizada pelos Centros de Referência Especializados de Assistência Social (Creas) nas diferentes regionais da cidade. Nos demais horários, a Central de Encaminhamento Social (CES) assume essa responsabilidade.

Central 156

A Prefeitura pede a ajuda da população para proteger as pessoas em situação de rua. A orientação é para que entrem em contato com a Central 156, por telefone, site ou pelo aplicativo Curitiba 156, sempre que avistarem alguém nessa condição.

Relacionados

EDIÇÃO IMPRESSA Nº 116 | MARÇO/2024

spot_img

ÚLTIMAS NOTÍCIAS