Curitiba é a única capital e cidade com mais de 500 mil habitantes do Brasil escolhida para integrar o projeto-piloto Conecta 5G, do Ministério das Comunicações e Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI). O projeto irá permitir que Curitiba, Ceará-Mirim (RN), Petrolina (PE), Araguaína (TO) e Jaraguá do Sul (SC) instalem uma tecnologia que integra antenas 5G a luminárias públicas inteligentes. É uma solução à necessidade de elevado número de antenas para que a nova tecnologia 5G opere nas cidades.

“Nós estamos apresentando aqui o futuro traduzido nestas luminárias inteligentes. Nosso secretário de Obras, Rodrigo de Araújo Rodrigues, terá a missão de iluminar a cidade de forma inteligente. Eu estou gratificado, assim como foram nossos heróis fundadores quando a primeira vez se acendeu um lampião de gás no Largo da Matriz, no coração de Curitiba. Para mim, é uma imensa alegria ver essa nova era se instalar em nossa cidade. Viva a inovação”, afirmou o prefeito Rafael Greca, no Smart City Expo Curitiba, nesta sexta-feira (25/3).

A quinta geração das redes móveis (5G) trará muitos benefícios para a população e as empresas, como conexões 100 vezes mais rápidas que o 4G, comunicações sem atrasos e novos serviços de cidades inteligentes.

Tecnologia

A internet 5G utiliza ondas (faixas) milimétricas de alta frequência e, por isso, exige mais receptores e repetidores de sinal para transpor obstáculos fixos, como torres e edifícios. Portanto, a implementação da quinta geração de rede móvel prevê a construção de novas bases de conexão.

As luminárias inteligentes contêm uma antena 5G embutida e utilizam a tecnologia de chipset, que possibilita a inserção de uma série de tecnologias, como câmeras e rede wi-fi.