20 C
Curitiba
quinta-feira, 23 maio 2024

Hortifrútis da estação garantem alimentação mais nutritiva e barata

Preferir frutas, verduras e legumes da estação na hora da compra é a dica para quem quer levar para casa alimentos de melhor qualidade nutricional, mais saborosos, bonitos e também mais baratos que os demais. É o que diz a coordenadora técnica da Secretaria Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional (SMSAN) de Curitiba, nutricionista Morgiana Maria Kormann.

“Além de belas saladas e sucos naturais fresquinhos, esses produtos também podem ser transformados em compotas, conservas e molhos como o de tomate, muito usado na cozinha. Dá até pra congelar”, argumenta Morgiana, que atua no Departamento de Estratégias de Segurança Alimentar e Nutricional da SMSAN.


O órgão é um dos participantes da política pública Curitiba Viva Bem.

Fazendo feira

Janeiro é a época de colocar na mesa preparações à base de alface, cebolinha, couve, salsa, abóbora, abobrinha, beterraba, pepino, pimentão, quiabo e tomate. Entre as frutas, destacam-se abacaxi, carambola, coco verde, figo, laranja-pera, mamão, maracujá, melancia, nectarina e uva.

Era alguns desses itens que a aposentada Léa Regina Gomes Manfio procurava, na manhã desta terça-feira (17/01), na feira livre do Uberaba.

“Estou levando tomate, cebolinha e maracujá, que inclusive está com preço melhor que em outros lugares”, contou a consumidora, atendida pelo feirante João Pianaro, que há 45 anos ele serve a clientela do bairro.

Do outro lado da cidade, na feira livre do Rebouças, o também aposentado Olavo Del Claro Filho escolhia frutas com a ajuda da feirante Vânia Taborda. “Estou levando bastante frutas da estação mas principalmente porque são as que eu gosto. Se o preço é menor, melhor ainda”, disse.

As irmãs Edenir Maria Domingues e Terezinha Domingues concordam. “Mesmo estando mais barato porque a oferta é maior, convém pesquisar. Sempre dá pra encontrar uma boa diferença. Daí a gente vira frequesa”, ensina Terezinha, que voltou pra casa dividindo com a irmã sacolas repletas de pêssegos, dois tipos de uvas, laranja, melão e mamão. 

Onde comprar

Locais onde comprar produtos da estação é que não faltam. Eles podem ser encontrados em 83 feiras livres, em diversas datas, horários e bairros da cidade. São 37 feiras diurnas e 18 noturnas tradicionais, além 16 especializadas em alimentos orgânicos. Catorze delas acontecem durante o dia e duas, à noite. 

Além disso, estão disponíveis 11 Sacolões da Família, sete pontos do projeto Nossa Feira e três do Direto da Roça. Além de estarem presentes nas feiras, os frutos do mar podem ser encontrados no Ponto do Pescado e na Feira do Litoral.  

Relacionados

EDIÇÃO IMPRESSA Nº 118 | MAIO/2024

spot_img

ÚLTIMAS NOTÍCIAS