Contra o Atlético Goianiense, não teve espetáculo. O brilhantismo ficou restrito a um lançamento de Thiago Heleno, ao gol de Vitinho, a um cruzamento de Nikão. Mas foi justamente nesses lances que o Rubro-Negro decidiu o jogo e construiu a vitória por 2 a 1.

O adversário não veio recuado para somente segurar o ímpeto athleticano. Pelo contrário, o time goiano tentou surpreender o Furacão nos primeiros minutos partindo para o ataque e exigindo uma grande defesa de Santos.

O Athletico soube resistir e equilibrou o jogo. Mas a primeira etapa transcorreu sem grandes oportunidades, além de uma cabeçada para fora de Thiago Heleno .

No segundo tempo, o Athletico esteve quase todo o tempo no campo de ataque. Logo aos 3′, Léo Cittadini chutou perto da trave.

O gol só sairia aos 17′, em uma linda jogada. Thiago Heleno acertou um lançamento perfeito para Abner na ponta esquerda. De primeira, ele acionou Vitinho, que dominou, cortou a marcação e bateu de fora da área, no cantinho! Furacão na frente! 

Mas o Athletico ainda teria que sofrer mais um bocado para conquistar esse triunfo. Aos 25′, o adversário conseguiu o empate em uma cabeçada de Janderson que acertou o travessão e bateu em Santos antes de entrar.

O revés não desanimou o time rubro-negro, que seguiu acreditando na vitória. E ela veio aos 46′, quando Nikão foi lançado na esquerda e cruzou na medida para Thiago Heleno cabecear com força para decretar o triunfo athleticano.

Mais três pontos na conta e a luta pela CONMEBOL Libertadores ainda viva!

Faltam duas rodadas e o próximo desafio é fora de casa, contra o Grêmio, no próximo domingo (14).