16.3 C
Curitiba
sábado, 18 maio 2024

Revitalizado, Clube de Xadrez de Curitiba ganha tabuleiro eletrônico para partidas on-line

As obras de reforma e modernização do Clube de Xadrez Erbo Stenzel, localizado na Galeria Júlio Moreira, no Largo da Ordem, foram concluídas e o espaço, administrado pela Fundação Cultural de Curitiba, foi reaberto nesta quarta-feira (18/10). A Secretaria Municipal de Obras Públicas foi responsável pela execução das obras estruturais que deixaram o espaço renovado e mais confortável para as centenas de enxadristas que frequentam o local.

A reforma vinha sendo pleiteada pelos frequentadores havia alguns anos e é a primeira realizada desde 2010, quando o Clube de Xadrez passou a ocupar uma sala na Galeria Júlio Moreira. Somados os custos de infraestrutura e de modernização, o investimento foi na ordem de cerca de R$110 mil.

A reabertura do Clube de Xadrez Erbo Stenzel foi marcada pela presença de grandes nomes do xadrez paranaense, entre eles o mestre internacional Jaime Sunye Neto, e mais de 40 alunos da Escola Municipal Nair de Macedo, que participaram de simultâneas com os mestres Daniel Leite e Valério Brusamolin.

Reforma

A reforma abrangeu a substituição do piso por uma área de 75m² em formato de tabuleiro de xadrez, readequação estrutural, melhorias nos banheiros, revisão das instalações hidráulicas e elétricas, melhorias na iluminação com a instalação de spots direcionáveis, além de uma nova pintura interna e externa.

Na parte externa, além da nova pintura, houve reparo nos corrimãos e portões de entrada. Os serviços estruturais iniciaram em junho e foram concluídos em setembro com o investimento de pouco mais de R$ 60 mil.

As semanas seguintes foram dedicadas à organização dos novos e modernos mobiliários. Foram adquiridos 20 tabuleiros com peças em madeira, 20 relógios digitais e um tabuleiro eletrônico. Também foram compradas novas cadeiras e as mesas foram restauradas.

O destaque da modernização é a inclusão do tabuleiro eletrônico, equipado com sensores para permitir a transmissão de partidas em tempo real pela internet que podem ser assistidas por qualquer pessoa que disponha do link de acesso.

Essa é a tecnologia utilizada atualmente nos grandes torneios internacionais e disponível em poucos clubes e associações de xadrez, o que faz do Erbo Stenzel um dos poucos clubes do Brasil a contar com esse tipo de equipamento. A partida inaugural foi realizada entre Sunye e o mestre nacional Pedro Segato.

Para Wilson da Silva, coordenador do Clube de Xadrez Erbo Stenzel, a tecnologia traz grandes vantagens também para o ensino à distância. “Esse equipamento incrementa a nossa metodologia de ensino e permite ampliar o acesso a esse esporte que não tem limite de idade. Podemos gravar ou transmitir aulas ao vivo, dar palestras e gerar grande conteúdo para o ensino do xadrez”, diz Wilson.

O tabuleiro eletrônico também será utilizado nos torneios do Clube de Xadrez Erbo Stenzel, especialmente nas partidas mais importantes, com os finalistas, por exemplo, para que todos possam assistir às jogadas remotamente em tempo real.

Arte na parede

Outra novidade no espaço reformado é o grafite do artista visual Deleon, que foi aplicado numa das paredes do Clube de Xadrez. Deleon foi escolhido pelos enxadristas dentre grafiteiros curitibanos que estão habilitados no edital de credenciamento de artistas visuais da Fundação Cultural de Curitiba.

Utilizando tinta spray e tinta acrílica, o artista curitibano que tem trabalhos espalhados por várias cidades brasileiras e também nos Estados Unidos, Alemanha e Itália, criou a imagem bem colorida de uma partida de xadrez entre um jogador garoto que dá um xeque-mate contra um jogador idoso. A ideia é justamente mostrar que esse esporte não tem idade e melhora a capacidade cognitiva de qualquer pessoa.

Reabertura

Representando a presidente da Fundação Cultural de Curitiba, Ana Cristina de Castro, o diretor administrativo-financeiro Cristiano Morrissy agradeceu a parceira da Secretaria Municipal de Obras Públicas na revitalização do espaço.

Jaime Sunye, que foi um dos fundadores do Clube Erbo Stenzel, destacou o incentivo que o xadrez recebeu do prefeito Rafael Greca desde a sua primeira gestão. “O clube foi criado como um local de referência, para potencializar os talentos descobertos nas escolas. Agradeço a atenção que tem sido dada pela Prefeitura e que o clube siga forte, ofertando esse serviço tão fundamental na formação das nossas crianças”, afirmou Sunye.

Também estiveram presentes o presidente da Federação de Xadrez do Paraná, Paulo Virgílio Rios Rodrigues, e o presidente do Centro de Excelência do Xadrez, Coronel César Alberto de Souza, o coordenador de Manutenção da Smop, Guido Ruvinski, e muitos frequentadores do clube.

“Adorei o espaço. Ficou um ambiente muito agradável. A reforma era um desejo antigo dos usuários desse espaço que muito contribui com o esporte intelectual”, disse o enxadrista Valério Vivekananda, que frequenta o clube desde a década de 1990.

Os recursos para a compra de novos equipamentos são provenientes de emenda parlamentar do ex-vereador e atual deputado Renato Freitas.

Edifícios públicos

O secretário municipal de Obras Públicas, Rodrigo Araújo Rodrigues, enfatiza que a recente intervenção é parte de um compromisso contínuo de conservação e aprimoramento dos edifícios públicos locais. “As intervenções ocorreram para aprimorar significativamente o ambiente, proporcionando maior conforto para a promoção do desenvolvimento cultural e social dos frequentadores do Clube do Xadrez, mas também para preservar e ampliar a vida útil do equipamento”, destaca Rodrigues.

Relacionados

EDIÇÃO IMPRESSA Nº 117 | ABRIL/2024

spot_img

ÚLTIMAS NOTÍCIAS