Quem acompanhou os primeiros 15 minutos de jogo não imaginava o resultado final da partida. Melhor no jogo, o Athletico criou boas chances e poderia ter aberto o placar ainda antes dos dez minutos.

Foram duas chances em arremates de cabeça. A primeira delas com Fernandinho, aos 2′, que foi para fora, e depois com Hugo Moura, aos 7′, que parou no goleiro botafoguense.

Mas depois de um bom começo, o time da casa conseguiu equilibrar as ações e quase chegou a abrir o placar aos 16 minutos. Bento fez uma ótima defesa, num bom chute de Erison, já dentro da área.

Só que, três minutos mais tarde, a bola sobrou novamente para Erison. Desta vez, ele bateu sem chances de defesa para o camisa 1 athleticano e abriu o placar.

Na segunda etapa, o Botafogo chegou ao segundo gol aos dez minutos, com Jeffinho.

Imediatamente, Luiz Felipe Scolari promoveu mudanças no time.

O Athletico passou a ter mais a bola, trocar passes e chegou perto da baliza em algumas oportunidades. Teve boas chances com Rômulo e Hugo Moura, mas não conseguiu balançar as redes.